Cirurgia de Glaucoma

  • Cirurgia de Glaucoma

    O Glaucoma é quando ocorre a perda progressiva e irreversível do campo de visão.

    O glaucoma é muitas vezes assintomático, sendo uma das maiores causas de cegueira evitável em todo o mundo. Ocorre perda progressiva do campo de visão, ocasionada principalmente pelo aumento da variação da pressão intra-ocular.

    Caso tenha familiares portadores desta doença, há maior probabilidade de você também ter glaucoma. Doença que pode ser diagnosticada em exame de rotina.

    A correção cirúrgica poderá ser com Laser de Argônio ou com cirurgia aberta, cabendo a decisão ao médico, dependendo do caso.

    _ _

    O quê é glaucoma?

    O glaucoma é uma doença que causa dano no nervo óptico. Este nervo envia os sinais visuais ao cérebro, onde estes são processados e se convertem em imagem. A causa do glaucoma não é totalmente conhecida, mas demonstrou-se que o aumento da pressão interna do olho é o fator de risco mais importante.

    Quando esta pressão do olho está muito elevada, o nervo óptico pode ser afetado. Este dano impede que alguns sinais visuais cheguem até o cérebro. O resultado é que o cérebro não pode “ver” tudo o que os olhos vêem. Isto provoca a redução do campo visual, que, se não for tratada, poderá levar à cegueira.

    Quais são os sintomas do glaucoma?

    Muitos não sabem que tem glaucoma até que perdem uma parte da visão. Não obstante, os oftalmologistas podem detectar e tratar o glaucoma antes que a maioria dos pacientes apresente algum sintoma.

    O glaucoma se desenvolve lentamente, isto explica porque muitos pacientes vivem muitos anos antes de notar algum sintoma. Os pacientes com glaucoma podem apresentar uma perda gradual da visão periférica, levando ao que chamamos “visão tubular”. Lamentavelmente, a perda da visão devido a um dano no nervo óptico é irreversível.

    O que causa a elevação da PIO?

    A parte anterior do olho é preenchida por um líquido chamado humor aquoso. Este é produzido pelo olho, com a finalidade de lavar e alimentar as suas diferentes partes. Normalmente, flui para fora do olho através de vários caminhos c câmaras. Quando estes caminhos estão obstruídos, há um aumento da pressão intra-ocular (PIO). Apesar da PIO ser o fator de risco mais importante para o glaucoma, ela pode ser controlada.

    Quem pode desenvolver glaucoma?

    O glaucoma atinge as pessoas de todas as raças, sexo e nacionalidade. Qualquer pessoa pode desenvolver glaucoma, mas em algumas, o risco é maior do que em outras. Vários estudos mostraram que qualquer pessoa que possui uma ou mais das características abaixo apresentam risco maior de desenvolver a doença:

    • Idade maior que 40 anos
    • História de glaucoma na família
    • Pressão Intra-ocular elevada (PIO)
    • Descendentes de Africanos, Escandinavos, Celtas ou Russos
    • Diabéticos
    • Altos Míopes
    • Uso regular ou prolongado de esteróides ou cortisona.
    • Trauma ocular prévio

    Se você possui qualquer um destes fatores de risco é importante que se submeta periodicamente a exames oculares. A detecção e o tratamento precoce do glaucoma podem retardar o progresso da doença e prevenir a cegueira.

    Porque é tão importante a PIO?

    O olho é preenchido por líquidos que ajudam a manter certa pressão interna. Esta se chama pressão intraocular (PIO). Os médicos podem medir facilmente a PIO e usar estes dados como um índice importante no diagnóstico e no tratamento do glaucoma. A PIO normal está entre 12 e 22 mmHg (milímetros de mercúrio).

    Um exame importante para medir a PIO é a tonometria. Este é um procedimento onde seu médico usa um aparelho chamado tonôinetro para medir a PIO. É uma prova importante, pois a PIO elevada é o fator de risco mais importante para o glaucoma. No entanto, uma PIO elevada não necessariamente quer dizer que você terá glaucoma, assim como uma PIO normal tampouco quer dizer que você não tenha glaucoma.

    O controle da PIO é o objetivo mais importante da terapia do glaucoma. Quando a PIO está controlada, o nervo óptico está menos exposto ao risco de ser lesionado, protegendo sua visão.

    Como se trata o glaucoma?

    Lamentavelmente, o glaucoma não tem cura. As boas noticias são que o glaucoma pode ser tratado efetivamente quando detectado no inicio. Vários anos de pesquisas tem levado ao descobrimento de numerosos medicamentos que tem ajudado a preservar a visão de milhões de pessoas como você, em todo o mundo.

    O efeito principal da maioria dos medicamentos é a diminuição da PIO. Comprovou-se que este é um caminho efetivo para ajudar a prevenir a perda da visão em pacientes com glaucoma.

    Existem vários tipos diferentes de medicamentos para o glaucoma. Alguns estão descritos aqui. Seu oftalmologista tratará de encontrar os medicamentos corretos que controlarão sua PIO dentro de um valor desejável. Também considerará sua saúde e a possibilidade de efeitos secundários.

    Se o tratamento com um ou mais medicamentos não tiver êxito, é possível que seu médico indique uma cirurgia.

AOS NOSSOS AMIGOS E CLIENTES

Comunicamos que devido as festas de final de ano estaremos em recesso a partir de 21/12/2018 retornando as atividades normais em 02/01/2019

DESEJAMOS A TODOS BOAS FESTAS

EQUIPE DERMAVISUS
DERMATOLOGIA E OFTAMOLOGIA